Curso Especialização Consciência Corporal

Especialização Venus no espelho 12

Link para inscrição: https://sigaa.ufrn.br/sigaa/public/processo_seletivo/lista.jsf

Anúncios

Cinestesia 2018

Com grande prazer que o Laboratório VER e o grupo ESTESIA convidam o publico acadêmico e no geral para a primeira atividade do ano 2018, o CINESTESIA, evento que acontecera dia 22 de fevereiro, no Auditório VER/DEF com o Filme: Em Três Atos. Segue a sinopse do filme:

em-tres-atos

Ficção, documentário e literatura se mesclam neste filme. Andréa Beltrão e Nathália Timberg narram textos de Simone de Beauvoir enquanto Maria Alice Poppe e Angel Vianna dão vida a duas bailarinas, uma no auge da carreira e outra aos 85 anos, que ensaiam passos de dança contemporânea sob uma atmosfera que narra os processos de vida e morte e o encarar da velhice. Data de lançamento 10 de dezembro de 2015 (1h 16min). Direção: Lucia Murat. Nacionalidades Brasil, França.

CONVITE

No dia 30 de novembro de 2017, após a realização do Biblioteca de Ideias da Educação Física no Espaço A3, acontecerá, no mesmo local, às 17 horas a exibição do vídeo “Sentir a dança ou quando o corpo se põe a dançar”, produto final da pesquisa “A empatia cinestésica e a intercorporeidade na dança: uma abordagem estesiológica do corpo e do movimento humano”, desenvolvida e coordenada pela professora Terezinha Petrucia da Nóbrega.

Sintam-se convidados!

A3

Notícia sobre o Biblioteca de Ideias

Comunicamos que a sessão do projeto biblioteca de ideias 2017 marcado para essa quinta feira (dia 28 de setembro) sobre a obra de Edson Claro será adiada. Assim que tivermos as informações confirmadas sobre a próxima data de realização, publicaremos para que os interessados em participar possam ficar cientes. Desde já agradecemos a compreensão.

Convite: Lançamento de livros

lançamento dos livros

            A Cooperativa Cultural, a Editora do IFRN e o Grupo de Pesquisa Estesia têm o prazer de convidá-los para o lançamento coletivo das obras de seus estudantes e pesquisadores. Os livros Corporeidades… Inspirações merleau-pontianas (Terezinha Petrucia da Nóbrega), Carta do Pai (Bernard Andrieu), Esporte como experiência estética e educativa: uma abordagem fenomenológica (Liege Monique Filgueiras da Silva), No caminho das Artes Marciais: a relação mestre e discípulo como educação sensível (Luiz Arthur Nunes da Silva) e Em cada canto, um conto, uma canção: o velho, a tradição oral e a educação no Mato Grande/RN (Maria Elizabete Sobral Paiva de Aquino) compõem as primeiras cinco obras da recém-lançada Coleção Corpo & Educação, da Editora do IFRN. São obras que investem no corpo como princípio epistemológico e na fenomenologia como abordagem teórica e metodológica. Já a obra Persona de Dança: Edson Claro (Marcílio de Souza Vieira) aborda o persona de dança Edson Claro e sua trajetória na Dança nos estados de São Paulo e Rio Grande do Norte. Traça um perfil desse persona a partir de entrevistas de ex-alunos, bailarinos e intérpretes que trabalharam com Edson Claro nos estados citados. O livro faz um percurso pelo Método Dança-Educação Física, pela presença masculina na dança, pelo artista-docente e analisa três processos coreográficos de Claro. Por fim, a coletânea Saberes do Corpo/Tradição na Dança reúne textos de pesquisadores do Grupo Estesia e trata dos saberes da dança da tradição. Temáticas como o Pastoril, o Maracatu, saberes populares na/da dança, o corpo do candomblé e a Araruna são discutidos e tematizados.

Estesia apoia congresso internacional em São João Del-Rei/MG

O Grupo Estesia, através de sua coordenadora, a Prof.ª Petrucia Nóbrega, e do pesquisador Avelino Neto – que também representa o IFRN -, apoiará a realização do I Congresso Internacional de Fenomenologia, Arte e Educação, promovido pela Universidade Federal de São João del-Rei, em Minas Gerais. A aproximação entre o Estesia e a UFSJ se deu através do Prof. Gilberto Damiano, que realiza a sua pesquisa pós-doutoral no Estesia supervisionado pela Prof.ª Petrucia, e que coordena o comitê organizador do evento.

Segundo o Prof. Gilberto, o congresso criará espaços de encontros entre investigadores da área de Fenomenologia, Educação e Arte numa perspectiva transdisciplinar. Reunirá estilos diferentes de se fazer fenomenologia por meio de uma rede de exposições e debates com pessoas que convivem e produzem saberes informais ou formais nas áreas de Educação e, em especial, no âmbito da Arte, oferecendo possibilidades de diálogos entre a Fenomenologia, base orientadora do Congresso, com outras referências filosóficas. Espera-se congregar educadores, alunos de graduação e de diferentes programas de Pós-graduação, e outros interessados nas temáticas propostas de forma a compartilharem suas experiências. Um grande fórum sobre Fenomenologia, Educação e Arte, bem como Didáticas, Metodologias de Ensino, Pesquisa nos campos da Pedagogia, da História, da Educação Física, da Religião, da Psicanálise e outras áreas afins.

O congresso se realizará nas dependências da própria UFSJ, do dia 22 ao dia 25 de Outubro de 2017. A submissão de resumos se dará entre 1º/05 e 10/06, e a até junho as inscrições custarão R$ 70,00. Pesquisadores da Filosofia, das Artes e da Educação são convidados a apresentar as suas pesquisas concluídas ou em andamento. Após o evento, além dos anais, a comissão organizadora pensa na possibilidade uma coletânea de textos pela Editora do IFRN, na Coleção Corpo & Educação. Muito em breve, o site do congresso estará disponível.

Divulgada a programação do III Simpósio Internacional Franco-Brasileiro

corpsenmouvementO Comitê Organizador do Congresso Corps en Mouvement 3 e do III Simpósio Internacional Franco-Brasileiro “Corpo, Educação e Cultura do Movimento” divulga a programação – ainda sujeita a alguns ajustes – do evento. As mesas-redondas, os grupos de trabalhos (ateliers) e demais momentos podem ser consultados no arquivo a seguir:

preprogramme-cm3

Os trabalhos poderão ser enviados até o dia 31 de Janeiro de 2017 (para mais informações, clicar aqui). O Conselho Científico enviará os pareceres até o dia 15 de Fevereiro de 2017, quando serão divulgados, neste blogue, os trabalhos aprovados.

 

 

 

Envio de trabalhos para o III Simpósio Franco-Brasileiro encerra-se dia 31 de Janeiro

O envio de trabalhos para o III Congresso Internacional Corpo em Movimento, no qual está inserido o III Simpósio Internacional Franco-Brasileiro “Corpo, Educação e Cultura do Movimento”, encerra-se no dia 31 de Janeiro de 2017.

Abaixo, informamos o texto que orienta a abordagem teórica dos trabalhos do GT 3 – do qual faz parte o nosso Simpósio – bem como as normas para o envio dos resumos e as informações para as inscrições.

III CONGRESSO INTERNACIONAL CORPO EM MOVIMENTO
“Transformações do Corpo”
III SIMPÓSIO INTERNACIONAL FRANCO-BRASILEIRO  CORPO, EDUCAÇÃO E CULTURA DO MOVIMENTO
Faculdade de Educação da Universidade de Montpellier
Montpellier, 21 a 23 de Junho de 2017

Grupo de Trabalho 3
Corpos educados, Estesiologia e Cultura do Movimento
Coord.: Prof. Dr. José Pereira, Prof.ª Dr.ª Rosie Marie, Prof. Dr. Avelino Neto

Apresentados sob múltiplas formas e muitas vezes comercializados, os meios de exercer controle sobre o corpo vivem uma grande ascensão. Um verdadeiro mercado do corpo desenvolveu-se, assim, com base em modelos que podem ser construídos e desconstruídos. Este mercado é atravessado por alguns temas recorrentes: a magreza, a tonificação, a juventude nos traços, a “boa saúde” aparente. A atividade física é recomendada agora para esculpir o corpo. A pressão para praticar alguma atividade de esporte-saúde se intensifica. Trata-se notadamente de prolongar a expectativa de vida, e mais geralmente de satisfazer a busca de bem-estar associada à uma nova preocupação médica.

Exercitar-se parece tornar-se a garantia de uma existência controlada. Um estilo de vida sedentário é, ao contrário, o símbolo de uma triste negligência. O cuidado do corpo passa pela disciplina, pela constância, pela determinação, e, finalmente, pelo sofrimento (Rauch, 1983). Daí nasce o prazer de satisfazer-se e de satisfazer aos outros. O ascetismo deixa os muros do mosteiro para ganhar todos os atos da vida cotidiana (Weber, 1964). É neste contexto que podem se desenvolver as lógicas do “governo de si” descritas por Foucault (1984). A ascese, a dietética e a temperança aparecem como técnicas de autocontrole que visam dominar a existência. Estas técnicas são parte de uma “microfísica do poder”, na qual a modelagem dos corpos se difunde através de instituições – a escola, o exército, o hospital –, desenvolvendo dispositivos de controle e de vigilância e produzindo a internalização das normas. Hoje, a evolução destas técnicas de controle de si confronta-se com a questão dos limites e do aceitável.

A educação do corpo passa também pelos Corpos Clandestinos (Chobeaux, 1993) no espaço escolar, os corpos educados por educação física de todos os dias (Denis, 1997) e por uma Educação Física e Esportiva cujo objetivo assumido e explícito, na França, é muito diferente do proposto no Brasil. Se, na França, essa educação dos corpos é feita em grande parte para fornecer atletas à instituição esportiva federal e baseada geralmente em uma prática esportiva (Pessoa, 1990; Parlebas, 1985), no Brasil o esporte é apenas uma faceta de uma “cultura do movimento” que engloba numerosas práticas corporais não-desportivas no sentido federal do termo (danças diversas, práticas indígenas, capoeira…) (Genu, 2015). O tema deste grupo de trabalho também põe em cena as sensações do corpo e as artes corporais. Ele acrescenta a esse evento de natureza interdisciplinar trabalhos de áreas como Artes, Filosofia, Psicologia, História, Ciências Sociais, Antropologia, Pedagogia (Caminha; Nóbrega, 2016), entre outras, cuja abordagem enfoque a estesiologia (Nóbrega, 2015): o corpo e suas sensações, o corpo em movimento capaz de criar uma nova possibilidade de vida, de ser e de estar no mundo, com os outros em múltiplas práticas desencadeadas por uma educação sensível (Nóbrega, 2016).

Mas a educação dos corpos é também a educação dos corpos dos professores para o ensino: corpos adestrados, corpos controlados, corpos às vezes negados, que participam das didáticas e das pedagogias (Pujade-Renaud, 1983). As educações dos corpos são também as educações dos corpos das meninas e meninos estudantes (Duru-Bella, 1990; Mosconi, 2012) desde a Educação Infantil (De Boissieu, 2009), com jogos separados, injunções corporais e uma proxêmica muito diferente para ambos os sexos, mesmo que isso seja feito, em grande, de maneira inconsciente. A educação dos corpos passa, da mesma maneira, pelos estereótipos de gênero inculcados desde a saída do ventre materno (Bellotti, 1974; Thiers-Vidal, 2010). Trata-se de atribuições corporais efetivadas pelos livros didáticos, pela literatura infantil, na iconografia ou nos chamados contos tradicionais. O tema da educação dos corpos inclui igualmente a ausência dos corpos femininos e do pensamento das mulheres, por exemplo, nos temas do baccalauréat. A educação dos corpos é a invisibilidade das mulheres e a ultravisibilidade dos homens. Envolve também, e, finalmente, os corpos “pouco escolares” dos meninos e, sobretudo, daqueles que desejam punições e sanções para com isso mostrarem-se “homens”, viris, mas, desse modo, não encontrando o seu lugar no espaço escolar altamente feminizado (Ayral 2010).

Referências
Ayral S. (2010). Sanctions et genre au collègeSocio-Logos, 5
Belotti, E. G. (1974). Du côté des petites filles. Paris : Éd des femmes.
Caminha, I. O.; Nóbrega, T. P. (2016), Compêndio Merleau-Ponty, São Paulo, LiberArs.
Chobaux J., 1993, Les corps clandestins. L’école, l’enfant et le quotidien, Epi.
Duru-Bellat, M. (1990), L’école des filles : quelle formation pour quels rôles sociaux ?, Paris, L’Harmattan.
De Boissieu, C. (2009). Sexes et genres à l’école maternelle : un essai de modélisation du concept de genre scolaire. Recherches et éducations2, 23-43.
Foucault, M. (1984). Histoire de la sexualité, tome 3 : Le souci de soi. Gallimard.
Genu, M; Gleyse, J.; Kaneko, G. L. (2015), Do porto ao palco: um estudo dos conceitos de corporeidade e corporalidade, Dialektiké, v. 3, p. 68-77.
Nóbrega, T. P. (2016), Corporeidades… Inspirações merleau-pontianas, Natal, Editora do IFRN.
Nóbrega, T. P. (2015), Sentir a dança ou quando o corpo se põe a dançar… Natal, Editora do IFRN.
Parlebas, P. (1985), “Problématique de l’éducation physique et sportive”, p. 23-44, Psychologie des activités physiques et sportives”, sous la direction de Pierre Arnaud et Gérard Broyer, Éditions Privat, Toulouse.
Pujade-Renaud C. (1983), Le corps de l’élève dans la classe, E.S.F., Paris.
Rauch, A. (1983) Le Souci du corps : histoire de l’hygiène en éducation physique, Presses Universitaires de France (PUF).
Thiers-Vidal L. (2010), De « L’Ennemi principal » aux principaux ennemis. Position vécue, subjectivité et consciences masculines de domination, L’Harmattan, Paris.
Weber, M. (1964). L’Ethique protestante et l’esprit du capitalisme (traduction Jacques Chavy.). Paris: Plon.

Normas para o envio dos trabalhos:
Título do trabalho (Times, 12, alinhado à esquerda)
Nome do autor(es), email (Times,12, alinhado à esquerda)
Resumo de no máximo 300 palavras (Times, 12, justificado), com 5 palavras-chave.
Cada autor pode submeter no máximo dois resumos, e cada resumo pode ter no máximo três autores.
*Obs.: como de praxe, enviar em versão português/francês ou português/inglês.
Enviar resumo para eric.perera@umontpellier.fr até o dia 31 de Janeiro de 2017.

Para o acesso ao texto completo da chamada de artigos, acessar http://www.santesih.com/index.php/colloque-corps-en-mouvement-2017/appel-a-communications.

INSCRIÇÕES
– Para estudantes  de pós-graduação, apresentando comunicação ou não, as inscrições custam 60 euros, e incluem os almoços, lanches e os anais do congresso.
– Para pesquisadores e professores, as inscrições custam 170 euros.
– Para demais interessados, custam 210 euros.
Estes valores poderão ser pagos ao Prof. Eric Perera, um dos organizadores do congresso, na chegada à Montpellier. Ele os transferirá à Association Corps & Culture, responsável pela organização financeira do evento.

Dúvidas sobre os resumos podem ser resolvidas com Liege Silva (liegesilva@yahoo.com.br) e sobre as inscrições com Avelino Neto (ave.neto@hotmail.com).